loader
  • Imprimir
  • Aumentar o tamanho do texto
  • Diminuir o tamanho do texto

É o reconhecimento do valor e da uniformidade patrimonial duma cidade exemplar pela harmonia da sua expressão urbanística e arquitectónica, pela arquitectura clássica e neoclássica, que não sofreu praticamente rupturas de estilo desde há dois séculos.

O projecto urbano lançado em 1996 constitui a culminação de um trabalho concretizado pela recuperação das fachadas, melhoramento do passeio ribeirinho da Garonne, a entrada em funcionamento do eléctrico movido a energia solar, a requalificação dos espaços urbanos, tudo isto no sentido de proteger e valorizar o património de Bordéus.

Bordéus conta assim com mais de 350 edifícios identificados ou inscritos como Monumentos Históricos, incluindo 3 edifícios religiosos classificados como Património Mundial desde 1998, como parte do Caminho de Santiago.

A originalidade da iniciativa radica na importância do perímetro classificado: Bordéus é o primeiro conjunto urbano distinguido sobre um perímetro vasto e complexo.

A área classificada corresponde ao interior das avenidas até, e incluso, à Garonne. Estende-se por 1 810 hectares, quase metade da superfície total da cidade.

Para além disso, o conjunto do território ocupado pela cidade de Bordéus - fora das avenidas - e por oito municípios limítrofes, forma parte da área patrimonial dita sensível, igualmente reconhecida.

Comprar uma visita